Bem vindos!

Olá, meu nome é Carolina Rego e sou a administradora do Blog, Agradeço a visita de vocês e espero que gostem de tudo,esse blog, é um espaço para idéias ,conceitos e poesias, enfim, uma miscelânea de coisas interessantes e novidades!E arte,muita arte!Em livros e fotografias, músicas e poesias!Beijos estrelados a todos!

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Todas as ideias do mundo


Todas as idéias do mundo
Sonham em minha cabeça 
O sonho torna-se real
A idéia, o ideal 
Do sonhar inesperado
Assim assado
Enrolado, protelado
Atropelado pela realidade
Acaba virando saudade
Do que nunca foi verdade
 

(Carolina Rego) 

Vida de mãe...

Um com catapora
O outro só piora
e a dona doença,não vai embora
Ô Senhora!
Poxa, dá uma trégua!

Pra essa mãe que anda mais de légua,
pro sustento dessas crias
Assim ninguém se cria

Dói aqui e dói ali
coça cá e acolá
e coitada da mãe,
não aguenta mais
ter que cuidar

E o dinheiro anda apertado
não tem remédio barato!
E o trabalho fica prejudicado
com tanto moleque quebrado

Mas vida de mãe é mesmo assim
Dias bons, dias ruins
Não vê de bom grado
essas moléstias infantis

Tudo que ela mais quer
É ver nos rostinhos amados
Aquele sorriso curado
De quem apronta um bocado!

(Carolina Rego)

A poesia

A poesia


A poesia
Bem falada
Bem escrita
Arrumada
Definida
Louca 
Alucinada
Apaixonada
Devastada
Com palavras tristes
Emoldurada
Sem trava
Sem rumo
Sem prumo
Seria talvez constante
Imensurável 
Na vida do poeta
A doer e sangrar
Sair como lágrima 
Em desabafo
A trazer alegria
E luz
E som 
Ardendo dentro do peito
Mostrando
De tudo que o poeta é feito
A poesia


( Carolina Rego)

Lugares

Lugares
Não existem lugares -comuns em minha vida
Existem lugares de afeto
Lugares de sonho
Lugares de vida
De infância
De pé no chão
De meditação 

Existe lugares em mim
Lugares de mim
Meus lugares 

Existem sonhos em algum lugar
Ou um lugar pra sonhar
Para amar 
Lugar pra viver
Lugar em você



(Carolina Rego)

Vida


Beleza de vida
Que traz memórias 
Carrega fardos
E almeja felicidade

Vive em obras
Renasce em saudade
Aumenta em casamento
Cresce em criança 

Droga de vida 
Que inebria o poeta
E faz sonhar o artista
Castigando o público 
Com alegrias impossíveis 

Delícia de vida
Que arde os olhos 
Nasce no útero 
Morre no chão



 (Carolina Rego)

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Só os loucos sabem
a cor da loucura
a dor da doideira
o som das vozes que ouvem
a felicidade de ser, sem saber

Só os artistas sabem
a dor de uma obra inacabada
da musa não inspirada
da tela em branco
da música não rimada
da poesia não encontrada

Só as mães sabem 
a alegria de gerar
a dor de parir
a estranheza de sentir o coração bater
no peito de outra pessoa

Só minha alma sabe
A dor de querer
Ver tudo
Ler tudo
Entender tudo
Conhecer tudo
E não fazer nada

(Carolina Rego)

"E a vida passou na janela e só a Carolina não viu...

A cabeça não para
de doer
de pensar
de achar
de sofrer

o corpo não para
de chorar
de cansar
de dormir
de parar

A alma espera
acordar
melhorar
levantar
acreditar

(Carolina Rego)
Me sinto chuva 
a escorrer nos telhados
molhar e nutrir a Terra com todas as emoções
Me sinto chuva
a lavar tudo o que há de ruim
e a purificar o solo da minha vida
Me sinto chuva
a agraciar o mundo 
com beleza e tormenta 
desespero e plenitude
Trevas e luz
Me sinto chuva 
a cair sobre as cabeças dos homens 
alcançar os rios 
mergulhar nos mares
e trazer a paz 
ao meu ser
(Carolina Rego)

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Sobre o que escrevo

Não escrevo sobre o amor
Não escrevo sobre a sorte
Escrevo sobre a vida ser vivida
Até a morte

Escrevo sobre lavar roupas
Criar filhos
Ou colher maçãs

Escrevo sobre o sol iluminar a todos
Todas as manhãs

Sobre o rio correndo da nascente para o mar
Sobre o direito que temos de amar
Sobre o dia que vamos pirar
E o trabalho a nos sustentar
Sustentar vida

Virar o cão
Matar todo dia um leão
Viver e tentar ser feliz

assim como o poeta diz!!
(Carolina Rego)

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Sou filha de Hécate!
Brighid é minha Mãe!
Freya me deu a luz! 
Lilith a liberdade! 
Cernunnos me ensinou a caçar! 
Dagda a ser forte! 
Odin a perdoar
Thor a lutar!
Ceres a ser mãe! 
Diana a ser leal!
Gaia me ensinou a ser!
E todos me me ensinaram a amar!
E eu aprendi, que só tenho a agradecer!

Obrigada meus Deuses pela dádiva de viver e aprender!


(Carolina Rego)

terça-feira, 4 de junho de 2013

Fotografias

Fotografias

Olhar pra trás e ver a minha vida
É como folhear um antigo álbum
de fotografias
Há as coloridas, mais fáceis
Há aquelas em preto e branco

Em sépia
Me lembra a infância
As coloridas, dias felizes
Alegria
As em preto e branco
Os momentos de crescimento
E desespero

Mas, é preciso amar o cinza
Pois nem só na Cor,há beleza
A beleza está
Na facilidade de lidar
Com tudo o que vier e viver
Sem perder a Cor

(Carolina Rego)


Enviado via iPhone

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Com vontade de mudar logo,mais uma vez!
Com vontade de estar com quem me entenda
que tenha a mesma fé que eu tenho
Na vida,nas pessoas,na santidade

Com vontade de aprender mais e ser mais legal
Com vontade de fazer diferente
Com vontade de amar mais e melhor
Com vontade de mim!

Amor sem vontade é vazio
Frio 
Vontade sem amor 
é iniciativa
mas pira

Pau de dar em doido
me socorre
bate nessa minha cabeça dura 
E manda embora essa vontade 
De saber mais do que o mundo
De ver tudo,ser tudo
E não ser nada!

(Carolina Rego)

Ao Meu Avô

Chorei pelas lembranças boas da infância 
Chorei pelos desencontros adolescentes
Chorei pelo carinho na juventude
Pela cumplicidade da maturidade
Chorei pelo que fiz e pelo que não fiz
Chorei pela saudade
Chorei pelo seu riso
Chorei por sua implicância 
Chorei por sua amizade
Chorei pelos seu sonhos
E chorei, chorei de saudade
Das brincadeiras, do bem te vi
Das sardinhas e dos peixes
Do seu humor único
E do bem que sempre fez
Agora estou vazia
Seca
Sem chão
Órfã de você 
Me despeço com um beijo 
e uma rosa amarela
Tão bela,Tão amarela

(Carolina Rego)


domingo, 2 de junho de 2013

Apenas Eu
por Carolina Rego

Sou quem deveria ser...
Aqui no facebook,ou no orkut,ou nos meus blogs...
Sou Eu mesma,e não a mulher ou mãe ou irmã de alguém
Apenas Eu
Sou dona do meu ser,de mim mesma,
do meu destino e de meus segredos...
Sou EU,e mais nada apenas EU
Mãe,mulher,bruxa,enfermeira,amiga,irmã,filha...
Isso tudo sou também,mas antes de tudo,sou Eu!
Carolina Rego
Dona de mim e de meus pensamentos
Guerreira da minha própria vida
Louca de meus próprios delírios
Personagem de meus sonhos
E amante minha

sábado, 1 de junho de 2013

Voa tempo
Tempo
Voa
Passa por mim
E leva pra longe
A impaciência
A saudade
O desgaste
Venta sobre a minha vida
Carrega meus sentimentos
Espalha meus sentidos
Ensina a esperar
Tempo, tempo
Pare,quando necessário
Nos momentos de intimidade
Na maturidade
Voa, quando oportuno
No desespero
Na rotina
Na solidão
Quero ter você para viver
Quero fazer e acontecer
Quero me espalhar
Também voar
Todo dia
Voa tempo
Tempo voa

(Carolina Rego)
Novo começo, recomeço
Sempre
Agora
Amanha
A toda hora
Todo minuto
Todo dia
Acordar e acreditar
Que um novo começo trará
Um futuro mais feliz
Um presente renovado
E o passado,passado!

(Carolina Rego)
Sonhe com tudo que quiser
Só você é capaz de saber
Só sua alma reconhece
E seu coração não esquece
O que é importante
Para realizar os sonhos que merece!
(Carolina Rego)

Aos amigos que, como eu, são bruxos solitários...



Aprendemos com o vento
Com as marés,
Com o ressabiar de pássaros,
Com as areias do tempo.

Aprendemos a cada dia,
A cada amanhecer,
A cada anoitecer,
Com o Sol
Com a Lua
Com as paixões,
Com os amigos

Os Deuses se manifestam em nós
Por imagens ou gestos
Por pensamentos e sonhos
Aumentando nosso Conhecimento
Nosso Poder
E nossa Sabedoria
Por que Eles estão em nós
Mas nós também estamos Neles

Apredemos a amar
A moldar,transmutar,curar
Aprendemos a sonhar
Uma vida mágica
De aprendizado e luta
De cura e amor

E somos parte de uma totalidade
Deusa,Deus,quem sabe?
Morremos todo dia
Com a Lua e as Estrelas
E todo dia renascemos
Com o Deus Sol
Para desfrutar desse amor cósmico
Que é viver

Aprendemos,sempre
A cada instante
Com o tudo
E com o nada
Solitários,sim
Mas nunca estamos sós

(Carolina Rego)

Bem vinda Lua, Mulher e Deusa

Bem vinda Lua, Mulher e Deusa

Bem vinda Lua
Nova vida que renasce em princípio
Crescente criança a se transformar em Mulher
Cheia Mulher que aprende sobre o amor e dá frutos
Minguante sábia conselheira que viu a vida e irá morrer para renascer


E tornar a ser... Nova.
e Crescer
Encher
e Minguar


Bem vinda Mulher
Que nasce como Criança a aprender
Cresce Donzela a transmutar
Eche-se Mulher a seduzir e procriar
Mingua-se Anciã com a sabedoria da vida inteira a cansar e morrer


E tornar a ser Criança
E Donzela,
Mulher
e Anciã.


Bem vinda Deusa
Que é Nova e Criança
Crescente Donzela
Cheia Mulher
e Minguante Anciã


e carrega em si Toda a Criação!
Todo Poder
Toda Sedução
Toda Sabedoria
de ser Criança,Donzela, Mulher e Mãe e Sábia!


Carolina de Bragança Rego
Com as Bençãos de Brighid



Enviado via iPhone